O que aprendi em relacionamentos passados

12:46


  • As pessoas são livres para desejarem quem bem entenderem

Eu sei que nós não conseguimos nem pensar em nosso parceiro com outra pessoa que já bate aquela aflição, não é mesmo? Mas a grande verdade é que todos nós, incluindo ele, desejamos outras pessoas e, não, isso não é anormal, muito menos traição. É completamente normal pra ambos os lados (e gêneros!) do relacionamento, seja homem, mulher, trans, bi, gato, cachorro, a verdade é clara: todos nós somos seres desejantes e desejáveis! Sem ciúmes, hein!


  • O dia a dia é a prova de fogo
Daí você namora há alguns meses com aquele carinha ou mocinha legal e decide que é hora de juntar as escovas de dente (morar juntos). Com um mês vendo todo santo dia aquela pessoa, com toda certeza, as chances de rolar estresse são enormes. Se não em um mês, aguarde um pouco mais, mas isso vai rolar. Sabe por que? Porque só o dia a dia, o acordar e ir dormir juntos, vai mostrar os defeitos, as manias e os mimos dessa pessoa e, são essas coisas que nos fazem decidir se vale a pena ou não. Boa sorte, hehehe.


  • Paciência
Posso dizer que meu atual namorado foi o responsável pela aquisição dessa skill (habilidade) na minha vida e agradeço por isso. hahaha Eu sou muito estressada, mas em qualquer relacionamento que seja, paciência é primordial. Não se chega a lugar algum estressado, infelizmente. Um relacionamento à dois em que não exista um pouco de paciência entre as partes, tem poucas chances de dar certo. Em alguns momentos você vai precisar respirar fundo pra não jogar tudo pro alto e desistir. Mas veja pelo lado bom, tudo isso vai aproximar cada vez mais você de seu(a) parceiro(a) e trazer mais experiência pro relacionamento.



  • Sinceridade
Eu digo sempre pra quem quiser ouvir: sinceridade é uma das bases de todo relacionamento e evita problemas presentes e futuros. É terrível estar com alguém em quem não se pode confiar, sério. Um namorado(a) não deve existir ali só pra levar pra cama ou andar de mãos dadas na rua! Por que você esconder que não gostou daquele comentário que ele fez? Pode parecer bobagem, mas é como criar crianças ou cachorrinhos: você precisa repreender e, se se repetir, repreenda de novo. Com o tempo, ele(a) vai aprender que você não gosta e vai deixar de fazer.


  • Diálogo
Assim como ser sincero é absurdamente importante, o diálogo é igualmente. Inclusive, ambos andam lado a lado. Um relacionamento sem diálogo não evolui, não cresce, só tende a se destruir. No geral, é através do diálogo que tudo floresce (através de gostos em comum, por exemplo) e, pela ausência dele, que acaba. Portanto, diálogo é a melhor forma de fazer um relacionamento dar certo e ser gostoso pras duas partes. Eu sei, às vezes é difícil dizer que está triste por determinada coisa que o parceiro fez, mas como disse acima, respira fundo e vai. Vai dar certo!



  • Aceitar críticas
Não precisa estar num relacionamento a dois pra que isso seja uma atividade complicada, especialmente se a outra pessoa acabar sendo grossa. Mesmo assim, as críticas são bastante construtivas. Nos ensinam a dar um stop em hábitos não saudáveis e repensar alguns atos. Você não precisa, simplesmente, acatar o que o outro diz e abaixar a cabeça. Mas por que não pensar um pouco sobre o assunto? Talvez ele esteja com razão. Nunca se sabe, não é?

  • Não deixar o romance no mesmismo: Todo dia é um novo dia 
Relacionamentos com muito tempo, normalmente, sofrem desse mal. É aquela coisa: no início eram beijos e abraços; se falavam todos os dias; ficar longe era um martírio. E, com o tempo, as coisas vão esfriando, a vida vai mudando, daí vocês se vêem sentados lado a lado vendo novela e olhando um pra cara do outro. (Eu sou dramática, hehehe). Portanto, não deixem o "samba" morrer.


Fonte das imagens: Tumblr.com

E vocês, o que já aprenderam com seus relacionamentos, sejam eles atuais ou passados? Conta aí nos comentários! Um super beijo!

 Para me seguir nas redes sociais:



You Might Also Like

6 comentários

  1. Gostei muito, não aprendi quase nada com meus antigos relacionamentos. Alguns itens eu já tinha adicionado ao meu caráter muito antes de namorar. Belo texto.

    euablogueirapobre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bom? =D Fico muito feliz que tenha gostado do post! Mais feliz ainda de mostrar coisas novas a ti. Seja sempre super bem vinda por aqui, viu? Um beijo!

      Excluir
  2. Oi Isabelle,
    gostei muito do post,você escreve muito bem!
    Eu só tive um relacionamento e é o que estou até hoje,mas sei que casos de casar com o primeiro namorado como o meu são mais difíceis de acontecer e normalmente as pessoas se machucam ao longo do caminho.
    E como você disse o dia a dia é a prova de fogo mesmo,ter que conviver com as "manias" dos outros não é nada fácil hehe


    bjos
    www.dia29.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gio, tudo bom?
      Que massa que você gostou! Fico muito feliz e lisonjeada!
      São bem mais raros mesmos esses casos, mas mesmo assim todo relacionamento nos ensina um pouquinho, né? Espero que o post te ajude e também que seu relacionamento seja super gostoso de se viver e duradouro! Um super beijo!! =D

      Excluir